Degeneração Macular

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)
Também conhecida pela sigla DMRI, acomete pacientes acima de 60 anos de idade. Ainda não existe uma causa definida para a doença, mas alguns estudos sugerem a exposição ao sol ao longo de muitos anos, tabagismo, inflamação, obesidade e pele branca. O sintoma inicial é uma discreta alteração das formas de objetos (Metamorfopsia), evoluindo com piora da visão central e mancha cega no centro da visão. O paciente apresenta dificuldades para leitura, dirigir, enxergar detalhes, mas não fica completamente cego, devido a manutenção da visão periférica. Ao exame oftalmológico de fundo de olho, são encontradas alterações denominadas drusas.  O diagnóstico é feito através do exame oftalmológico, OCT de retina, Retinografia e Angiofluoresceínografia.

A DMRI é divida em dois tipos: Forma Não Exsudativa (Seca), mais comum (85% dos pacientes) e que ainda não possui um tratamento comprovadamente eficaz, apenas a tentativa de evitar a evolução para a forma grave; Forma Exsudativa (Úmida ou Neovascular), menos comum e com quadros ativos que necessitam de tratamento para evitar danos maiores.

O tratamento para a forma não exsudativa é realizado com Vitaminas ( Luteina e Ômega 3 ) e tem o objetivo de evitar a evolução para a forma avançada da doença. O tratamento da forma exsudativa tem como opções o Laser de retina, Injeção intraocular de Triancinolona e Injeção intraocular de Anti-VEGF (Avastin, Lucentis, Eyelea..), que é o tipo de medicação mais moderno para o tratamento, capaz de melhorar a visão de 36% dos pacientes medicados e impedir a evolução da doença em 90% dos pacientes submetidos a injeção.

foto de carteira de habilitação
     
 
Filiações
 
Contato
R. Constante Ramos, 44 Sala 708 - Copacabana, RJ
E-mail: comercial@clinicadeolhosdecopacabana.com.br
Tels: (21) 2236-0078 / 2236-6129 / 3439-2174